Os Exploradores dos Emigrantes: TAP e SATA

 

    Senhoras Comadres e Senhores Compadres:

 

Desde que me tornei membro da nossa Academia há mais de 5 anos, tenho procurado trazer sempre Poemas originais para as nossas Ceias, para assim contribuir para o nosso protocolo.

Tenho vos lido poemas sobre temas históricos, humorísticos e até  louvando e criticando certas figuras e instituições da nossa Comunidade Portuguesa.

Hoje, porém, quero chamar a vossa atenção  para um problema muito importante que nos afecta a todos nós como emigrantes.

          Por Daniel Amaral

 

Oh  Portugueses, onde está Portugal ?

Aquela nossa Pátria Imortal,

Com filhos nesta terra distante?!

Onde já ninguém considera,

E hoje andam todos á espera

De explorar o povo Emigrante...

Já não há heróis nem Santos

Mas diabos aparecem tantos

Para os Emigrantes explorar,

Ou por outra, para nos roubar...

Principalmente a TAP e a  SATA

Que não possuem gente sensata,

E descriminam de tal maneira,

Emigrantes dos Açores e Madeira

Como também os do Continente,

São descriminados igualmente

Com esses preços tão elevados,

Os Emigrantes são desprezados

Sem haver o mínimo respeito,

Roubam-nos a torto e a direito,

Quando nós vamos em viagens,

Com preços altos nas passagens,

E nada faz o Governo Central,

E mesmo o Governo Regional

Nem as Comunicações Sociais,

Rádio, Televisão e os Jornais

Neste assunto até  nunca falam,

Propriamente eles todos se calam

Não querem perder suas regalias,

Até podem viajar todos os dias,

Porque têm um preço especial

Quando viajam para Portugal,

Ou p'ra qualquer parte do Mundo,

E neste disparate tão profundo,

Os Governantes não ligam meia,

Nem a Comunidade Europeia,

Ninguém quer resolver isto,

Nem Fátima nem o Santo Cristo

Só o pobre do Zé Povinho,

Paga e não bufa coitadinho,

Paga um preço p'ro Continente,

Mas prós Açores é  muito diferente,

Tem que pagar outra passagem,

Pagar outra vez pela bagagem,

Indo p'ra outra Ilha de avião.

Como seja uma diferente "Nação".

E lá vão os Emigrantes sofrendo,

Mas atenção, os filhos estão vendo,

E dizem: -  “Grandes exploradores,

Os Directores da  SATA  nos Açores,

E mesmo na TAP do Continente,

Discriminam-nos constantemente,

Roubando todos os Portugueses,

Que podem viajar por três vezes

Maior distância, que é a Califórnia,

Sem fazer a mínima cerimónia.

Isto só acontece aos Portugueses,

Aos directores que tantas vezes.”

Com suas inteligências tão raras,

Consentem nas tarifas mais caras,

Que existe no mercado Mundial.

Todos os nossos Agentes de Viagens,

Sabem que são caras as passagens

E todos dizem, nada poderem fazer....

Mas p'ro futuro eles é  que vão perder

Porque essas duas transportadoras,

São duas autênticas exploradoras,

Sem escrúpulos e sem compreensão,

 E como não têm nenhuma competição,

Não se importam de incentivar,

Nossos filhos e netos a viajar...

A TAP e a  SATA  estão abusando,

Com ganância  não estão pensando,

Que já acabou a nossa Emigração

 E que os Emigrantes nesta Nação,

Deixam filhos e netos aqui nascidos,

Todos cidadãos dos Estados Unidos

 E que toda a educação é feita cá,

O mesmo acontece com o Canadá.

Todos os filhos destes Emigrantes,

Lá por estarem também distantes

Não vão sofrer ausências e saudades

Como os pais nestas Comunidades.

Sabem que com o mesmo dinheiro,

Podem ir quinze dias num Cruzeiro

Ir e voltar sem o mínimo encargo

Com cama, comida, bebida tudo pago

E ainda com as melhores condições

Eles vão por de parte os "Luso-Aviões "

Das Companhias da TAP e da  SATA

Que fazem exploração tão ingrata

E que descriminam todos os anos

Os Portugueses Luso-Americanos....