Os Consulados de Portugal  na Nova Inglaterra

e a Comunidade Portuguesa!

 

Um grito dramático das dores da Comunidade!

 

Por Daniel Amaral

Autor do livro “Pérolas Poéticas Açorianas”

Em Portugal os nossos Governantes

Continuam a desprezar os Emigrantes,

Não querem saber das dificuldades

Que existem nas nossas Comunidades.

Eles dizem que querem economizar

Por isso os Consulados querem fechar

Assim dizem os do Governo Central

E também do Governo Regional.

As nossas Comunicações Sociais.

A Rádio, a Televisão e os Jornais

Que fazem deles Ilustres Senhores,

Os do Continente, Madeira e Açores,

E cá muitos Senhores Emigrantes

Muitos que são palermas ignorantes

Andam com eles  pelos Restaurantes

P'ra impressionar lá a nossa Nação

Querem mostrar pela Comunicação

Pelos Jornais, Rádio e Televisão

Que fazem muito nas Comunidades.

Não querem que eles passem necessidades

Quando eles venham aos Estados Unidos

Têm que ser muito bem recebidos

Nos festejos dos Emigrantes por cá

O mesmo acontece no Canadá

Os nossos Emigrantes Letrados,

São verdadeiramente os culpados

Querem mostrar seus desvelos

Beijando o traseiro a todos eles

Querem que eles sejam bem tratados

Com comidas e bebidas,  bem alimentados

E eles quando vêem  nas romagens

Nem tão pouco pagam as passagens.

Agora vê-se os Senhores Letrados

Andam por aí  muito zangados

Esses Senhores têm que se mentalizar

Não é  só os Consulados que vão fechar,

 No futuro mais ainda vamos ver

O que nas Comunidades vai acontecer

No futuro vai haver tantas pelejas

Vão ver fechar algumas igrejas

Porque o tempo está chegando

E as Organizações  vão lutando.

Até um  dia que não podem mais

Porque vão acabar os capitais

Acabam-se Emissoras e Jornais

E mesmo a nossa Televisão,

Na Comunidade Portuguesa

Vai acabar como acabou a Francesa

Nossas Emigrações  acabaram

Em cinquenta anos as leis  mudaram

Nossos filhos e netos aqui nascidos

Educados nos Estados Unidos

Tudo isto vai passar à historia

Vamos sentir por Portugal Glória,

Portanto minhas Senhoras e Senhores

Estamos no tempo dos Computadores

Temos que ser mais realistas

Porque isto está nas nossas vistas

Temos que ser mais Independentes

E mentalizar mais as nossas gentes

Que nós duma maneira geral

Não precisamos das ajudas de Portugal

Temos que fazer ver aos Governantes

E ensinar os Portugueses Emigrantes

P'ra não mandarem suas economias

Que são seiscentas mil dólares todos os dias

Não cometer mais estes grandes enganos

Mandar 220 milhões de dólares todos os anos

E ainda esses Senhores Governantes

Não sabem que estão fazendo mal.

Não sabem que o dinheiro dos Emigrantes

Enchem os Bancos em Portugal...